<thead id="pb3hn"><ins id="pb3hn"></ins></thead>
<var id="pb3hn"></var>
<cite id="pb3hn"></cite>
<var id="pb3hn"></var>
<var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"><thead id="pb3hn"></thead></strike></var><cite id="pb3hn"><video id="pb3hn"></video></cite>
<cite id="pb3hn"><span id="pb3hn"><menuitem id="pb3hn"></menuitem></span></cite><var id="pb3hn"></var>
<var id="pb3hn"></var><var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></var>
<thead id="pb3hn"><del id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></del></thead>
<cite id="pb3hn"><strike id="pb3hn"><thead id="pb3hn"></thead></strike></cite>
<var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></var>

Corona vírus confirma que EUA são um Estado fracassado

por Margaret Kimberley [*]

Bunker nos EUA. Os Estados Unidos não têm nenhum dos sistemas ou infraestruturas que lhe permitam cumprir aquilo que fez a China para combater a infecção em massa.

A única coisa mais assustadora do que o propagar do vírus COVID-19 por todo o mundo é o conhecimento de que este país está aflitivamente despreparado para proteger o seu povo. A resposta à epidemia seria divertida se não fosse tão perigosa. Primeiro, o regime de austeridade cortou nos Centros para o Controle de Doenças (CDC), divisão responsável pelo combate ao surto de doenças infecciosas. Mas condenar a decisão tomada por Donald Trump é a parte fácil. Analisar questões maiores respeitantes a cuidados de saúde e as ineficiências inerentes criadas pelo capitalismo é muito mais difícil.

Dizem-nos constantemente que o socialismo não funciona. Mas é a China socialista, onde começou o vírus, que tem feito o maior avanço para desacelerar a sua propagação. Inversamente, os Estados Unidos não têm nenhum dos sistemas ou infraestruturas que lhe permitiriam fazer a mesma coisa. É o capitalismo que não funciona bem quando necessidades humanas devem ser atendidas.

Procura-se constantemente designar os Estados Unidos como o melhor país do mundo e com o melhor sistema de cuidados de saúde do mundo. De facto, os cuidados de saúde aqui está muito longe de ser o melhor. O sistema voltado para o lucro certamente colecta cash para companhias de seguros e para a big pharma. Mas os resultados dos cuidados de saúde são medíocres no melhor dos casos e outros países fazem um trabalho muito melhor por muito menos dinheiro. As necessidades básicas da maior parte dos pacientes e dos trabalhadores em cuidados de saúde muitas vezes não são atendidas. Trabalhadores em cuidados de saúde queixam-se de que não receberam treino adequado para protegerem-se a si próprios quando tratam pacientes com COVID-19.

Enquanto a Itália, outro país capitalista, foi colocado em zona proibida por causa do alto número de casos COVID-19, a China relata declínios em novas infecções e melhorias em protocolos de tratamento. Enquanto americanos não podem encontrar desinfectante de mãos a qualquer preço, o governo chinês construiu novos hospitais num período de apenas uma semana.

O motivo do lucro que é constantemente apregoado como a cura para toda situação é, ao invés, a causa de todo problema. Há outros países que permitem a operação de seguradoras privadas de saúde mas eles regulam quanto dinheiro elas podem ganhar e como podem operar.

O assim chamado grande país não deixa passar nenhuma oportunidade para permitir os predadores extraírem [lucros] das suas vítimas. O estado fracassado não possui os testes necessários para diagnosticar o COVID-19 e àqueles que conseguem ser testados e tratados podem ter de pagar até US$3.000 pelo que deveria ser um direito e livre de encargos.

Quase toda solução apresentada para tratar desta crise coloca os fardos sobre o povo. A economia do espectáculo e dos empregos de baixos salários horários não permite aos trabalhadores terem tempos livres se sentirem doentes. O alto preço dos cuidados de saúde é um impedimento para o trato de todas as espécies de doenças. O homem a quem o establishment do Partido Democrata quer que seja o próximo presidente alardeia que vetaria qualquer esforço para proporcionar cuidados gratuitos de saúde para todos. Não é de admirar que os americanos fiquem atrás em todas as medidas de boa saúde e de pânico quando surge uma nova doença comunicável.

Enquanto o altamente apregoado sistema capitalista não pode proporcionar suficientes desinfectantes de mãos, o governador de Nova York saiu-se com uma solução. Andrew Cuomo anunciou que o estado produzir desinfectantes de mãos fabricados pelo trabalho prisional. O produto, chamado NYS Clean, será providenciado às agências públicas no estado. Aos condenados na Great Meadow Correctional Facility são pagos entre 16 e 65 centavos pelo seu trabalho. É típico dos Estados Unidos voltar-se para o seu sistema mais explorador para atender uma necessidade básica.

A ironia é perceptível para qualquer um que preste atenção. O país líder corta os recursos públicos que teriam mitigado os efeitos do COVID-19, continua seu sistema lucrativo que provoca sofrimentos mesmo quando é suposto que traga saúde e então utiliza o trabalho escravo nas prisões para fazer o que o tão louvado sistema não pode.

Donald Trumpo, de forma memorável, referiu-se às nações do sul global como "países buracos de merda" ("shithole countries"). De facto o país buraco de merda é aquele que ele governa. Os Estados Unidos distinguem-se por colocar pessoas por trás das grades, como os condenados de Nova York podem atestar. Ele pode fabricar armas e invadir nações. A polícia mata mais pessoas e o custo dos cuidados de saúde é o pior do mundo. Mas ai de nós, se precisarmos salvar nossas vidas de doenças. O COVID-19 é uma nova doença que apresenta novos problemas, mas este país não se importa com o seu povo mesmo no melhor dos tempos. O COVID-19 está mais uma vez a deixar isso claro.

11/Março/2020

[*] Margaret.Kimberley@BlackAgendaReport.com

O original encontra-se em mronline.org/...


Este artigo encontra-se em https://resistir.info/ .
13/Mar/20
欧美ZOOZZOOZ视频,亚洲熟伦熟女专区,波多野结AV在线无码中文,国产精品自拍