<thead id="pb3hn"><ins id="pb3hn"></ins></thead>
<var id="pb3hn"></var>
<cite id="pb3hn"></cite>
<var id="pb3hn"></var>
<var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"><thead id="pb3hn"></thead></strike></var><cite id="pb3hn"><video id="pb3hn"></video></cite>
<cite id="pb3hn"><span id="pb3hn"><menuitem id="pb3hn"></menuitem></span></cite><var id="pb3hn"></var>
<var id="pb3hn"></var><var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></var>
<thead id="pb3hn"><del id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></del></thead>
<cite id="pb3hn"><strike id="pb3hn"><thead id="pb3hn"></thead></strike></cite>
<var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></var>

O novo governo italiano é indecente

– Criado para servir as instituições financeiras, reestruturar o trabalho e obedecer ao BCE e à UE

por União Sindical de Base (USB) [*]

Reunião da USB.
"Esperamos que todos aqueles que se deslumbraram com os contos de fadas com que todos os média beatificaram, nas últimas semanas, o ex-presidente do BCE, venham a compreender, lendo atentamente os nomes dos ministros, que não estamos a tratar com um mundo de contos de fadas, mas com um mundo muito mais realista, um mundo de luta de classes".

O novo governo de Draghi é indecente, criado à medida para servir as instituições financeiras, reestruturar o trabalho, obedecer ao BCE e à UE, com muitos fiéis partidários disfarçados de técnicos e representa o pior da política.

Os patrulheiros políticos chamados a supervisionar o mundo do trabalho é motivo de grande preocupação. A concessão do MISE [1] a Giorgetti, da Liga Norte, prenuncia um péssimo destino para as mais de 140 mesas de crise à espera de soluções que, há muito tempo, não aparecem, a começar pelo destino da Alitalia e da ArcelorMittal; o regresso de Brunetta à Administração Pública reacenderá os ataques rudes e grosseiros aos funcionários públicos e porá em prática as medidas que introduziu com o governo de Berlusconi; a entrada do vice-secretário do Partido Democrático (PD), Orlando, no Ministério do Trabalho marcará uma união inseparável com a CGIL [2] , a CISL [3] e a UIL [4] e uma obediência estrita aos ditames da União Europeia em matéria de salários, pensões e rendimentos.

O governo de “ todos no comboio do Fundo de Recuperação ” é caraterizado pelo que já pudemos entender da investidura de Draghi; um governo que vai transferir o peso da gigantesca dívida para os ombros das massas populares e dos trabalhadores, que vai reestruturar o mundo do trabalho mais uma vez, em nome de uma digitalização e transição ecológica que será rejeitada mediante um enorme processo de transformação que encerrará a produção não competitiva, expulsará centenas de milhares de trabalhadores, reorganizará a administração pública e usará a digitalização para cortar ainda mais nas funções sociais a que o Estado está obrigado, incentivando a privatização e a venda de bens coletivos e joias de família.

Um governo que se prepara para deixar o Sul ainda mais para trás, favorecendo o sistema empresarial do Norte e estimulando ainda maiores desigualdades sociais e territoriais.

Esperamos que todos aqueles que se deslumbraram com os contos de fadas com que todos os média beatificaram, nas últimas semanas, o ex-presidente do BCE, venham a compreender, lendo atentamente os nomes dos ministros, que não estamos a tratar com um mundo de contos de fadas, mas com um mundo muito mais realista, um mundo de luta de classes.

A USB já está a dinamizar a realização de mobilizações para se opor às escolhas antipopulares que o governo Draghi se está a preparar para promover, tanto ao nível individual como coletivo.

Precisaremos de uma grande e duradoura mobilização geral que porá em movimento uma ampla gama de setores sociais e políticos para reverter a tendência, e este é o compromisso que a USB está a assumir para os próximos meses.

01/Março/2021

NT
[1] MISE: Ministero dello Sviluppo Economico [Ministério do Progresso Económico]
[2] CGIL: Confederazione Generale Italiana del Lavoro [Confederação Geral Italiana do Trabalho]
[3] CISL: Confederazione Italiana Sindacati Lavoratori [Confederação Italiana de Sindicatos de Trabalhadores]
[4] UIL : Unione Italiana del Lavoro [União Italiana do Trabalho]


O original encontra-se em internazionale.usb.it/... e a tradução em
pelosocialismo.blogs.sapo.pt/o-novo-governo-e-indecente-criado-para-130585


Este artigo encontra-se em https://resistir.info/ .
04/Mar/21
欧美ZOOZZOOZ视频,亚洲熟伦熟女专区,波多野结AV在线无码中文,国产精品自拍