<thead id="pb3hn"><ins id="pb3hn"></ins></thead>
<var id="pb3hn"></var>
<cite id="pb3hn"></cite>
<var id="pb3hn"></var>
<var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"><thead id="pb3hn"></thead></strike></var><cite id="pb3hn"><video id="pb3hn"></video></cite>
<cite id="pb3hn"><span id="pb3hn"><menuitem id="pb3hn"></menuitem></span></cite><var id="pb3hn"></var>
<var id="pb3hn"></var><var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></var>
<thead id="pb3hn"><del id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></del></thead>
<cite id="pb3hn"><strike id="pb3hn"><thead id="pb3hn"></thead></strike></cite>
<var id="pb3hn"><strike id="pb3hn"></strike></var>

Pandemia real e pandemia encenada

– Características de uma pandemia real com políticos honestos versus características de uma pandemia encenada com políticos corruptos

por T.K. Satsang [*]

Telelixo. 1º grupo de características de uma pandemia real:

  • Numa pandemia real, muitos milhões de pessoas pelo mundo afora morreriam de um patógeno comprovado que causa doença. [1]
  • Uma pandemia real é caracterizada por pessoas que realmente estão doentes, nas quais os alegados patógenos contagiosos podem ser isolados e, de tal forma, pode ser provado que as pessoas morreram por causa destes patógenos. [2]
  • Numa pandemia real, as pessoas por perto e ao longe, sofreriam ou morreriam por causa disso. Sofrer de tosse, corrimento nasal ou resfriado não são doenças que causem uma pandemia real. Estes são apenas sintomas inofensivos que têm aparecido todos dos anos e por milhares de anos com o despontar da Primavera.
  • Os consultórios dos médicos teriam de estar cheios e os médicos nos hospitais completamente sobrecarregados.
1º grupo de características de uma pandemia encenada:

  • Numa pandemia encenada, sabe-se por experiência e observações durante a última pandemia declarada, que não há uma única pessoa que morre do alegado patógeno, mas que mortes naturais e normais são transformadas em vítimas da pandemia.
  • Vítimas de acidente, pacientes com cancro que não tiveram a sua operação e pacientes que morreram de falha de fígado, falha renal, outras doenças ou mesmo idade avançada, são incluídos nas estatísticas falseadas.
  • Inadequados, mesmo não autorizados, métodos de teste, são usados para determinar uma infecção em pessoas testadas, por exemplo, uma infecção com coronavírus. Simplesmente, faz-se batota. [3]
  • Nenhum respondente é capaz de dizer com certeza que as pessoas realmente morreram do alegado patógeno ou possivelmente, de tratamento incorrecto por parte dos médicos ou de outras causas.
  • Os media afirmam dramaticamente e, na maioria, com imagens sem contexto real, vítimas e cenários que não existem. [4]
  • Se se fosse olhar para as estatísticas oficiais, verificar-se-ia que não existe excesso de mortalidade comparado com os outros anos. [5]
  • Os consultórios dos médicos e os hospitais estão vazios. Hospitais de emergência criados com dinheiro dos contribuintes, que são para mostrar de faz de conta à população que se está a fazer tudo para contrariar o perigo, nunca são usados.
  • Menos mortes que em tempos normais porque as pessoas vão ao médico menos frequentemente. [5]
2º grupo de características de uma pandemia real:

  • Após um exame detalhado dos factos, o governo tem a certeza de que a declaração de uma pandemia foi realmente necessária.
  • Todos os relatórios são verificados acerca da sua veracidade e discutidos com peritos.
  • Ficheiros/documentos do governo estão disponíveis para todos para serem inspeccionados.
  • É estritamente assegurado que nenhum dos conselheiros das equipas de crise tem algum interesse pessoal e/ou financeiro em ver uma pandemia declarada.
  • Todos se juntam e dão tudo para que o fiasco embaraçoso da gripe suína e aviária (que nunca existiram) não se repita. Assegura-se que os interesses da OMS não vão a jogo de novo, como foi o caso das falsas pandemias do passado. Tudo será feito para evitar que a indústria farmacêutica e Bill Gates encham os bolsos à custa das pessoas.
2º grupo de características de uma pandemia encenada:

  • O governo está sempre informado de que uma pandemia está ser declarada antes de uma pandemia ser declarada. É uma pandemia planeada. A base da pandemia não é um patógeno, mas os interesses financeiros de certos grupos . [6]
  • Nenhuns factos são verificados, mas simplesmente é seguido aquilo que foi previamente combinado numa simulação. [6]
  • Peritos independentes não são entrevistados/ouvidos e não são parte das equipas de crise. São usados os "amigos", a quem se deixa enviar mensagens de horror para o mundo em intervalos regulares, de forma a assustar os cidadãos.
  • Os media estão totalmente nas mãos dos criadores da pandemia e só relatam o que lhes é permitido relatar. Os media tornaram-se vassalos patéticos dos interesses estabelecidos.
  • Os verdadeiros peritos são difamados pelo disparate pré-estabelecido e imediatamente rotulados de inverosímeis pela imprensa, em nome dos políticos, gozados e, desta forma, "marginalizados".
  • Os assim chamados "falsos peritos" entram em cena, espalham mentiras e efectuam uma persuasão condicionada. [10]
  • De forma a que a falsa pandemia seja um retumbante sucesso, confinamentos são encenados, as mesmas mentiras são repetidas uma e outra vez e um futuro ainda mais perigoso e sombrio é prometido. Todos são trancados, incluindo os saudáveis e não apenas os doentes. [7]
  • Todas as medidas são dirigidas contra a população e almejam alcançar os interesses pessoais dos criadores da pandemia. A ganância por ainda mais dinheiro leva a que se esqueça de tudo o resto.
  • A economia local está a ser destruída. Empresas globais, como empresas de encomendas online, investidores financeiros, gigantes farmacêuticos e plataformas de comunicações fazem milhares de milhões de dólares num curto período de tempo. [11]
  • Promete-se a "salvação". Esta salvação é geralmente caracterizada pela distribuição de medicamentos tóxicos e muitas vezes não verificados, por vezes aprovados à pressa e vacinas com efeitos contraproducentes .
3º grupo de características de uma pandemia real:

  • Os "gestores de crise" fazem todo o possível para acabar com a pandemia tão cedo quanto possível.
  • São "prescritas" medidas compreensíveis, sensíveis e orientadas para objectivos.
  • Rejeita-se tudo o que é inútil ou mesmo contra producente.
  • Medicamentos/medidas são usados moderadamente. Evita-se criar medo na população.
  • O curso/evolução da doença é observado de perto e decide-se na base da severidade dos casos individuais e na frequência dos sintomas observados.
  • Mantêm-se e publicam-se número relativizados e estatísticas honestas.
3º grupo de características de uma pandemia encenada:

  • Tudo é feito para manter a pandemia em andamento. No segundo passo, os criadores da pandemia tornam-se os "chefes de família".
  • Não são gestores de crise com perícia técnica que lideram confiantemente ao longo da pandemia, mas apenas lacaios de grandes negociatas sem qualquer perícia técnica.
  • As regras e necessidades são modificadas à medida que os criadores da pandemia necessitam ajustar o conceito.
  • Insulta-se a população crítica, amante da liberdade, que luta por direitos básicos, chamando-lhes nazis, negadores de vírus ou cidadãos do Reich. Publicam números errados , ficam espantados com o poder das massas e subestimam as opiniões não solicitadas do povo. [12]
  • Ninguém tem vergonha de medidas inúteis e contra producentes. O principal é que se possa ganhar dinheiro com isso.
  • Nesta altura, os políticos espezinham os direitos fundamentais das pessoas. Os cidadãos sentem que estão numa ditadura.
  • Os políticos, os assim chamados peritos médicos auto-proclamados, os estatísticos comprados, a OMS e a indústria farmacêutica reúnem forças e forçam a narrativa.
  • Muitos medicamentos prejudiciais são prescritos e tratamentos usados que, muitas vezes, são fatais, apenas para criar vítimas que possam ser atribuídas ao vírus. Os criadores da pandemia geram as suas próprias vítimas devido a excessos inapropriados de tratamento, que nunca existiriam sem a pandemia encenada.
  • As contradições abundam, devido ao facto de se estar constantemente a mentir. Os agentes da crise auto-flagelam-se ao darem-se conta que ficaram/são expostos. As afirmações contraditórias dos líderes atestam-no.
  • Apenas se publicam estatísticas "reajustadas" e muitas vezes erradas. Números relativizados são evitados e apenas se publicam e afirmam números absolutos. Tudo apenas para manter a fraude em andamento tanto tempo quanto possível. [13]
  • Muitos cidadãos apercebem-se do "esturro", estão insatisfeitos com a gestão da crise e organizam-se. Sentem-se "trapaceados".
  • A maioria das plataformas de comunicação e redes sociais são forçadas a censurar opiniões e afirmações privadas. Contas são apagadas sem aviso. [14]
4º grupo de características de uma pandemia real:

  • A população está consciente da seriedade da situação. Os impactos são cada vez mais próximos. Todos estão em pânico e com medo de morrer. Açambarcamentos começam a ocorrer. Muitos desejam estar longe.
  • A testagem é desnecessária, porque todos sabem quando alguém está doente.
  • O governo intervém e tenta acalmar a situação. Tenta mitigar o excesso nas reacções dos cidadãos com medidas empáticas e adequadas. Esforçam-se a sério e mostram capacidade.
  • Muitos cidadãos sentem-se orgulhosos dos representantes governamentais e ajudam no sentido de que a pandemia tenha rápido fim.
  • A todas as pessoas é permitido expressar a sua opinião e todas são ouvidas. Os media estão abertos a tudo e relatam de forma crítica.
4º grupo de características de uma pandemia encenada:

  • As pessoas já não entendem o que se passa ao seu redor, porque nada realmente parece ser dramático. Nada é realmente diferente do que o habitual.
  • As pessoas que confiam no governo acreditam na legalidade das medidas e têm a certeza que os políticos farão todos os possíveis para as protegerem.
  • As pessoas que perderam a confiança na governação rebelam-se, mas é muito difícil prosseguirem. A psicologia das massas é difícil de entender. [8]
  • Também há compras açambarcamentos. Desta vez, as pessoas lutam por papel higiénico e ravioli em lata.
  • Cidadãos que antes eram inocentes tornam-se informadores e até usam máscara na cama à noite.
  • Afirma-se que não há mortalidade em excesso. Contudo, na verdade aó morrem aqueles que teriam morrido mais cedo, ou até menos pessoas do que antes.
  • Aqueles que não quiserem participar e tomarem a decisão certa são criticados. Como exemplo, cito os peritos suecos.
  • Os criadores da pandemia, compram estados inteiros como companheiros e têm sucesso nisso. O dinheiro torna quase qualquer coisa possível. [9]
  • Muitos não entendem porque não mais podem visitar os seus familiares em lares, porque não lhes é permitido viajar e porque os governos estão a arruinar a economia mundial. Ocorrem suicídios por causa da solidão.
  • Dois campos são criados. Todos têm medo. A maioria pelo alegado patógeno mortal, apesar de nunca se ter provado existir. Outros enfrentam as consequências de acções inapropriadas. Muitos começam a formular questões críticas e, desta forma, tornam-se estranhos. Críticos vão a manifestações sem máscara facial.
  • O governo não tenta acalmar a situação, mas impõe penalizações pela não obediência de regulações sem sentido .
  • Os criadores da pandemia agitam o medo sobre a população e continuam a vender a mesma narrativa, até que esta se tenha entranhado nas mentes das pessoas.
  • Os políticos traem a população e comportam-se de forma abissalmente egoísta. A voz e o bem-estar dos cidadãos não conta mais. Eles encorajam a divisão e implementam medidas restritivas.
  • As medidas implementadas causam um grande número de mortes. Nenhuma relacionada com o patógeno.
  • Os líderes secretos do mundo , os super ricos e a indústria farmacêutica tomaram o controle sem o público o perceber.
  • A população está em conflito. Muito poucas pessoas ainda sabem em quem acreditar e o que está a acontecer. Os cidadãos perderam a noção da realidade.
  • Qualquer pessoa que acredita no que o governo diz, não aprendeu nada com o passado. O plano criminoso funcionou.

Notas:
[1] Uma vez que não há patógenos que causem a doença, isto é, não há agentes infecciosos, não pode haver pandemia real. À data, não houve uma verdadeira pandemia.
Por trás da "Gripe Espanhola", da qual se disse que muitos milhões de pessoas morreram, não estava certamente um sinistro patógeno (naquela altura não se falavam de vírus no sentido actual), mas mais provavelmente as insanas múltiplas vacinações que eram dadas aos soldados e o facto, é claro, de que a guerra tinha acabado.
Milhões de conflitos foram resolvidos quase ao mesmo tempo. A perplexidade dos médicos levou a que as mortes fossem atribuídas a um agente patogénico inventado.
Isto foi o que aconteceu com a gripe suína, gripe das aves, SARS, MERS, EBOLA, AIDS, ZIKA, SARAMPO e muitas outras.

[2] As provas devem ser analogicamente fornecidas aos 4 postulados de Henle-Koch. Ver artigo: Factos sobre Corona "Mito refutado! Postulados Henle -Koch"

[3] Aqui: o teste PCR Drosten . Inapropriado, não validado, estigmatizador e enganador na sua confirmação. Ver o artigo Factos sobre o Corona: "Sobre afirmações infundadas sobre o vírus, testes corona sem validade e a busca mal sucedida por intenções nobres" (partes 1 e 2)

[4] Imagens de muitos caixões alinhados circulam pela internet. Diz-se que é da situação durante o coronavírus em Itália e está a avisar os cidadãos. Na verdade, são fotografias de caixões que estavam prontos, do espectacular naufrágio junto à ilha de Lampedusa.

[5] Actualmente, assume-se que 30% de todas as mortes pelo mundo fora são devidas a tratamento médico incorrecto e efeitos secundários da medicação. Excesso de medicação, a norma diária com o Sars-Covid-19 e a ventilação forçada, completamente disparatada e quase 40% fatal a longo termo, confirma isto.
Ver também as respectivas estatísticas actualizadas sobre os factos do Corona "Analisa, gráficos Covid-19"

[6] Se os factos tivessem sido verificados em 2020, nunca devia ter havido uma declaração de pandemia. Então, eles provavelmente seguiram, na verdade, um plano secreto.
Ver informação acerca do evento de simulação " Event 201 " iniciado por Bill Gates que teve lugar em Novembro de 2019. A ficção de então tornou-se realidade na Primavera de 2020.
Por favor, ver o vídeo de 1 hora https://www.youtube.com/watch?v=zv9J0fKlhA0 do Express Zeitung suíço.

[7] Actualmente, esta é a segunda vaga, o que ninguém pode afirmar, uma vez que não houve eventos comparáveis no passado. Somente conhecedores da biologia universal podem saber, em contraste com a medicina ortodoxa, que haverá de facto, uma segunda vaga.
Sempre que muitas pessoas no colectivo, situações desagradáveis ou períodos de tempo que prevaleceram durante várias semanas ou meses , desaparecem, isto é, quando estes eventos conflituosos, sentidos puramente de forma subjectiva, se dissolvem praseirosamente, uma adaptação biológica significativa do tecido social e da psique a esta nova fase da vida, ocorre.
Na fase do conflito activo, em que alguém não está satisfeito com a sua existência, por exemplo, muitas pessoas caem na letargia e estão insatisfeitas. Nesta fase, o organismo optimiza-se a si mesmo, isto é, auto-adapta-se. Isto normalmente sucede através pelo colapso ou estabelecimento dos tecidos sociais.
Exactamente esta adaptação é revertida se uma diferente situação de vida prevalece. A profecia dos criadores da pandemia que uma "segunda vaga" (a minha sugestão para o indefinido ano de 2020) avança na nossa direcção não é baseada nestas descobertas, mas representa pura fomentação do medo.
As descobertas da biologia universal podem ser usadas para explicar, por exemplo, porque "uma primeira onda fria" com constipação e tosse, deve geralmente ocorrer depois da estação do Inverno ou durante a época do Carnaval. Os primeiros raios de sol do ano ajudam muitas pessoas a sair da "tristeza do Inverno".
No último caso, o divertimento que se experimenta durante a altura do Carnaval também termina o evento do último conflito. Quem quer que torne isto numa pandemia Corona é uma fraude. Certo, Dr. Streek?
Ver também: o artigo Factos sobre o Corona "Mito refutado!"

[8] Todos os grandes homens de estado, mas também os ditadores do séc. XX, estudaram a psicologia das massas e actuaram em conformidade. Qualquer um que queira fazer a diferença descobrirá que as massas, isto é, as pessoas, não podem ser inspiradas ou levadas a fazer algo com exemplos da história, ditados espertos e evidência lógica.
Os apelos à razão permanecem ineficazes e as leis da lógica não têm influência. Qualquer um que queira fazer a diferença tem de estar inspirado pelos sentimentos das massas, mas eles próprios também têm de estar capacitados a mudar os sentimentos das pessoas. Deve-se estar capaz de combinar crenças e ideias fundamentalmente contrárias.
Preferencialmente com fotografias claras e letras. Porque estas têm o poder de neutralizar as falsas crenças internalizadas.
O líder torna-se livre pela razão aparente e relembram-se as experiências. Os criadores da pandemia corona parecem não apenas terem aprendido das derrotas do passado, mas também ter compreendido a psicologia das massas, porque eles vão bem no seu caminho de realizar os seus planos pérfidos.
Isto é apenas possível se se compreender como a multidão "se irrita" e usar esse conhecimento contra ela. Precisamente neste iminente sucesso dos criminosos nojentos, há também a hipótese de o sufocar. Infelizmente, "as verdades" dos criadores da pandemia ainda são reconhecidos por demasiadas poucas pessoas por aquilo que são – mentiras descaradas.
Ver o livro La psicologia de las masas , de Gustav Le Bon

[9] Muito bons exemplos são os extremamente altos pagamentos subsidiados e alívios de dívida devido à crise Corona, com que o FMI recentemente brindou os estados membros.
É estranho que somente aqueles países que alinham na falsa pandemia como realidade tenham sido levados em conta. Foram oferecidos 92 milhões de dólares à Bielorrúsia pela OMS, conquanto as restrições fossem introduzidas como em Itália. E mais tarde, foram oferecidos mais quase 900 milhões de dólares pelo FMI ao presidente.
Ele não recebeu nada, porque o Presidente Lukashenko, de acordo com as suas próprias afirmações, recusou-se a ser subornado. (o meu comentário pessoal sobre isto: é na verdade, um pouco diferente). Aqui está o link do seu discurso:
https://t.me/politische_bildersprueche/8246

[10] Em 2020, durante a alegada pandemia do Corona, são mais uma vez presentes os peritos que já tinham estado activos no passado no contexto da encenada gripe suína e gripe aviária e que, nessa altura, se distinguiram primariamente, pelas suas histórias falsas.
Nomes como Bill Gates , Prof. Drosten, Anthony Fauci e o epidemiologista e estatístico Neil M. Ferguson , estão desconfortavelmente presentes com regularidade durante tempos de pandemia.
Organizações como a OMS, o RKI, o CDC e acima de todos, a Universidade John Hopkins são agentes indirectos e não estão envolvidos uma e outra vez por acaso e algumas vezes, desempenham mesmo um papel de liderança na fraude.
A imprensa sempre alinhou junto. Pandemias com muitos milhões de mortes foram alegadas em intervalos regulares. Até agora, sempre sem redundante sucesso. Em 2020, a estratégia mudou e tornou-se francamente ditatorial.

[11] A empresa Amazon, a maior retalhista do mundo, Facebook com o maior número de utilizadores, ganharam um ovo dourado durante os tempos da pandemia.
Investidores financeiros têm os bolsos cheios até ao fundo. Graça à pandemia, Bill Gates, Jeff Bezos da Amazon e Mark Zuckerberg já tiveram mais de 50 mil milhões de dólares creditados nas suas contas em 2020. A classe média vai à ruína como era pretendido, isto, "de acordo com o plano".
É de notar que raramente alguma resistência surge.

[12] Como observado durante e depois da manifestação em larga escala em Berlim, em 1 de Agosto de 2020.
Os 70.000-100.000 participantes estimados na referida manifestação foram consistentemente e identicamente relatados no número 17.000-20.000 pelos media de referência.
Ao mesmo tempo, a reportagem sincronizada tornou pessoas pacíficas que se juntaram pelos seus direitos básicos, o seu direito à auto-determinação e liberdade, em nazis, utilizadores de chapéus de alumínio, "covidiotas" e criminosos.
O senador de Berlim para o Interior está actualmente a tomar a decisão de banir a demonstração Querdenken em Berlim, que foi aprovada para 29 de Agosto de 2020.
Esta decisão torna claro para o último crente que os direitos básicos só existem no papel e que os políticos e as suas forças de retaguarda tencionam substituir o sistema democrático, numa sala sossegada, por uma ditadura.
A razões porque a nazis, negacionistas dos vírus e cidadãos do Reich não lhes deva ser oferecidos uma plataforma e isso apenas por causa da saúde das pessoas, é falsa e deveras ridícula, em vista do facto de contra-manifestações serem permitidas.
Isso dá esperança de que nem tudo esteja perdido.

[13] O número de casos corona, que supostamente vai aumentar, ilustra isto.
Os números absolutos apenas podem ser aumentados através dos resultados dos falsos positivos gerados pelo inadequado teste Drosten e através de um maior número de testes. Contudo, os números relativos mostram exactamente o oposto.
Isso é fraudulento.
Não há tal coisa como uma pandemia e nunca houve uma pandemia.

[14] No ano Corona de 2020, esta é de facto a prática habitual usada por Facebook, Whatsapp e companhia. O Facebook é um dos principais beneficiados por este tipo de crises, o que responde à questão do porquê.
Muitas pessoas por esse motivo mudaram para plataformas de comunicação alternativas.
O aumento no número de utilizadores durante a actual pandemia Corona nas plataformas ainda não censuradas, como o Telegram, prova isto claramente.

31/Agosto/2020
[*] membro do grupo Veritas

O original em alemão encontra-se em
https://telegra.ph/Echte-Pandemie-Vs-inszenierte-Pandemie-08-26 , a versão em castelhano em
https://www.bibliotecapleyades.net/ciencia3/ciencia_coronavirus303.htm e a versão em inglês em
https://www.bibliotecapleyades.net/ciencia3/ciencia_coronavirus304.htm


Este artigo encontra-se em https://resistir.info/ .
09/Mar/21
欧美ZOOZZOOZ视频,亚洲熟伦熟女专区,波多野结AV在线无码中文,国产精品自拍